Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Plusoft

01/10/2021 | Plusoft

Marketing por dados: o que você deve saber sobre essa estratégia

LinkedInFacebookTwitterEmail

Já não é uma novidade que, a cada segundo, todos nós produzimos uma quantidade imensurável de dados — seja por cliques dados, quando adicionamos um item ao carrinho compras, concluímos uma solicitação etc.

Mais do que nunca, nós vivemos em um mundo altamente conectado, formado por um número cada vez maior de pessoas que utilizam as informações encontradas na web para formar sua opinião enquanto pessoa consumidora.

Atualmente, os clientes podem ter acesso a uma infinidade de informações sobre marcas, produtos e serviços que consomem ou não. Justamente por cenário, os negócios estão se reinventando para desenvolver conceitos que atendam às novas necessidades de consumo. E o marketing por dados é um dos resultados do momento atual.

Pode-se dizer que esse é um conceito relativamente novo, que “nasceu” em razão de as organizações notarem que precisavam ganhar a atenção dos usuários em um mercado bastante competitivo e em um meio exponencialmente acirrado.

Mas para que, efetivamente, serve o marketing por dados e quais são, por exemplo, os tipos de informações utilizados? É justamente acerca disso que trataremos neste artigo.

Continue a leitura e fique por dentro do tema!

O que realmente é e para que serve o marketing por dados?

De maneira simplificada, é possível conceituar o marketing por dados como uma tática que tem por intuito utilizar dados para aumentar a assertividade das decisões de negócio.

Na área de marketing, essa tomada de decisão acontece por meio de soluções que fazem uso de dados gerais, sociais e os armazenados pela própria companhia para analisar o comportamento do consumidor, identificar padrões de consumo e criar campanhas que atendam as necessidades identificadas.

Geralmente, as informações utilizadas são obtidas por meio de notícias, bancos internos de dados, pesquisas de mercado e instrumentos similares que também proporcionem uma visão macro do segmento em que a corporação atua.

Quais são os tipos de dados utilizados?

Com a estratégia de marketing por dados, é viável utilizar databases que sejam:

  • semiestruturadas: são os dados sociais e provenientes de soluções de marketing digital da própria corporação;
  • não estruturadas: são dados que estão fragmentados e não dispõem de uma lógica previamente estabelecida;
  • estruturadas: são dados que se apresentam em formato de materiais organizados, relatórios, informações internas, etc.

Por que é interessante fazer uso dessa estratégia e quais são as vantagens de aplicá-la?

O marketing por dados entrega um sem-número de benefícios para as empresas que decidem utilizá-lo. Afinal, a relação estabelecida entre uma marca e os seus consumidores passou por variadas transformações nos últimos tempos em razão dos adventos da tecnologia.

Com esse cenário em mente, avaliar o aspecto comportamental do público-alvo tornou-se algo indispensável para que os negócios compreendam com mais profundidade o perfil do seu público-alvo — em dores, anseios, expectativas e necessidades, por exemplo.

A seguir, listamos as principais vantagens proporcionadas pelo marketing por dados:

Melhor segmentação do público-alvo

Nas campanhas tradicionais, não é incomum que uma expressiva parcela dos investimentos seja simplesmente “jogada fora” quando indivíduos que não têm o menor interesse nos serviços e/ou produtos comercializados pela empresa são impactados por elas.

Quando isso ocorre, é sinal de que a segmentação se deu de uma maneira muito genérica, sem levar em conta as peculiaridades e o comportamento dos consumidores.

Quando o marketing por dados passa a ser utilizado, torna-se viável fazer uma melhor segmentação, o que, por consequência, reduz significativamente o desperdício de recursos financeiros e também acaba por elevar o ROI (Retorno sobre o Investimento) das ações publicitárias.

Geração de vantagens competitivas

A possibilidade de mais do que apenas coletar informações, mas ter a oportunidade de torná-las efetivamente relevantes, permite que os conhecimentos provenientes dessa análise sejam “convertidos” em diferenciais competitivos. Ou seja, são obtidas vantagens mercadológicas perante os concorrentes.

Possibilidade de antecipação e de identificação de padrões e de tendências de consumo

Com a utilização do marketing por dados, torna-se viável identificar as tendências de consumo do público e agir de maneira antecipada aos padrões comportamentais. Isso, por consequência, permite que experiências de compra mais positivas sejam oferecidas aos clientes, elevando o seu nível de satisfação.

Maior escalabilidade comercial

Quanto mais conhecimento acerca do seu público-alvo a empresa tiver, mais elevadas passam a ser as chances de alcançar sucesso ao investir em medidas que visam ampliar o alcance do negócio. Por sua vez, isso é viabilizado justamente pelo emprego do marketing de dados e por meio do estudo das informações que são coletadas.

Melhor reconhecimento de padrões de previsibilidade

Por fim, ainda é possível citar como vantagem a possibilidade de prever, de modo mais acertado, com base nos padrões anteriores identificados, como o segmento de atuação “se comportará” em um período determinado.

Como é possível começar a fazer uso dos dados para colocar em prática a estratégia?

O passo inicial — e básico — para que a aplicação dessa estratégia seja bem-sucedida é selecionar quais informações serão estudadas. Essa “categorização” tornará bem maior a possibilidade de obter insights a partir de dados que, inicialmente, não pareciam ter tamanha relevância.

Após essa fase, chega o momento de fazer uso de ferramentas tecnológicas que consigam realizar a identificação de padrões — por exemplo, permitindo reconhecer quais são as estratégias que geram mais resultados quando colocadas em prática com um determinado grupo de consumidores.

O intuito é reunir informações que possam embasar a tomada de decisões e a implementação de ações futuras, viabilizando que a empresa atue antecipadamente aos cenários previstos. Em suma, é possível afirmar que o marketing por dados oportuniza a definição de metas e planejamentos mais eficientes e acertados.

Como você pôde ver, mais do que nunca, ter dados em mãos significa ter “poder”. Quanto mais informações uma empresa dispõe, melhores são as suas chances de ter resultados positivos em termos de operacionalidade e, por sua vez, o marketing por dados oferece justamente essa gama de conhecimentos diversos que podem ser convertidos em medidas altamente estratégicas para uma corporação.

Este conteúdo foi útil? Então, que tal aproveitar a visita ao nosso blog e conferir o nosso artigo sobre marketing de relacionamento, a fim de descobrir por que é tão válido investir nessa estratégia? Vamos lá!


pt_BR