Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Plusoft

Idioma

01/04/2022 | Plusoft

Conheça as estratégias de diversidade e ações afirmativas da Plusoft

LinkedInFacebookTwitterEmail

Desde 2020, a Plusoft tem colocado em prática ações afirmativas que fazem parte do seu Programa de Diversidade e são uma iniciativa do Comitê de Diversidade e Inclusão (DII), que foi criado com o intuito de tornar o quadro de colaboradores mais diverso, seguindo políticas afirmativas que vão além das fronteiras corporativas. 

Trabalhamos continuamente ações voltadas para a representatividade e diversidade, sendo esses os fatores-chave para o desenvolvimento de soluções completas de negócios. 

Entenda as iniciativas que já estão em prática 

A Plusoft implementa ações que geram mais diversidade em seu quadro de colaboradores, como um programa de estágio e trainee para contratar mulheres, negros e integrantes da Comunidade LGBTQIA+, além da inclusão de pessoas com mais de 50 anos no mercado de trabalho e dos PCDs. 

Também foram ministradas palestras e trilhas de liderança inclusiva, além de desenvolver pautas e conteúdos mensalmente para promover a conscientização e melhorar o clima organizacional, gerando um ambiente agradável e respeitoso para todos. 

Confira dados do segundo semestre de 2021: 

Aumento da presença feminina nos cargos e liderança  

O Programa de Estágio e Trainee foi, com certeza, uma das iniciativas que mais trouxeram resultados para aumentar a presença feminina na Plusoft e os números não negam. 

De julho de 2021 a dezembro de 2021, foram admitidas 47,4% de mulheres. Para esse mesmo Programa, 169 mulheres tiveram interesse e enviaram os seus currículos para as vagas disponíveis.    

A presença de mulheres no quadro de colaboradores atualmente é de 39,52%. A meta até o ano de 2025, no entanto, é chegar à marca de 50%, com cerca de 210 colaboradoras ocupando diversos cargos na Plusoft.   

Nos cargos de liderança, vemos um percentual de 41,77% de mulheres que ocupam estes cargos. São 33 líderes mulheres exercendo essas funções atualmente, e a meta, até 2025, é acrescentar mais seis profissionais à essas posições.   

Metas para 2022

O objetivo para o ano de 2022 é de fechar parcerias com instituições que preparam e inserem mulheres no mercado da tecnologia, introduzindo o contato com a área e no desenvolvimento das diferentes funções que podem exercer ao longo de sua trajetória profissional.  

Outra ideia que vem sendo discutida é a realização de uma mentoria para novas líderes, que visa prepará-las para exercer uma gestão assertiva da equipe, aprender a lidar com os desafios dessa nova função e a utilizar uma comunicação mais inclusiva e empática. 

Foco no desenvolvimento da liderança  

Foi realizado para os gestores da empresa um programa chamado “Trilha de Liderança Inclusiva”, uma série de encontros em que são apresentados temas como vieses inconscientes e comunicação não-violenta e o letramento dos recortes de diversidade que são as bandeiras do Comitê de DII, com o objetivo de que os profissionais estejam mais preparados para realizar uma gestão mais inclusiva, além de atuarem como fomentadores dessa cultura de representatividade. 

O intuito dessa trilha é fornecer as informações iniciais desses conceitos, como forma de guiar as lideranças para buscar novas informações e consolidar o aprendizado.