Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Idioma

21/05/2024 | Natalia Bittencourt

Os ganhos de uma força de venda estruturada nos campos

LinkedInFacebookTwitterEmail

Por Victor Iaremchuc – Responsável pelo setor Agro da Plusoft 
 
“Mais um artigo “Da porteira para dentro”, para falarmos um pouco mais de soluções para o setor Agro. 

O foco aqui é falar sobre como uma solução de vendas em campo bem estruturada e personalizada para o Agro pode ajudar no dia a dia do agrônomo e, consequentemente, dar um melhor resultado, com informações importantes para a sua empresa. 

Este é um artigo voltado às empresas do setor Agro, como cooperativas agrícolas, sucroenergéticas, fabricantes e revendedores de insumos e produtores de sementes. 

Como falamos no artigo anterior, normalmente o principal elo de contato da sua empresa com o produtor rural é o agrônomo (ou representante de campo). Eles detêm as informações de relacionamento e histórico das atividades durante as visitas de campo.  

Para alguns agrônomos, adotar um perfil mais “analógico”, aliado à falta de soluções digitais eficazes disponibilizadas pelas empresas, contribuem para que as informações dos produtores fiquem inteiramente nas mãos dos representantes. É comum observarmos empresas desse setor que possuem apenas os dados mínimos das fazendas. Em muitos casos, elas têm apenas o endereço e a lista de itens a serem entregues. Não possuem informações sobre o proprietário, se a fazenda pertence a um grupo familiar ou detalhes sobre área e potencial de plantio do talhão, por exemplo. 

Se sua empresa tivesse acesso a esses dados, poderia realizar análises e estratégias como: 

  • Analisar a fidelidade do produtor ou cooperado à sua marca, com base em seu histórico; 
  • Realizar campanhas de marketing direcionadas, promovendo o produto certo para o produtor certo, em vez de campanhas genéricas que muitas vezes oferecem produtos não aplicáveis à cultura daquele produtor; 
  • Acompanhar e gerar relatórios de testes em campo, podendo inclusive compartilhá-los com o produtor. 

Como podemos alcançar isso? 

Disponibilizando um CRM de força de vendas realmente adaptado para o agrônomo, onde ele possa, por exemplo: 

  • Ter um “caderno de campo digital” para registrar todas as atividades e visitas realizadas na propriedade; 
  • Fazer pedidos em multi-moeda ou operações de barter/permuta; 
  • Imputar dados do receituário agronômico (quando houver venda de agrodefensivos); 
  • Acompanhar o histórico do produtor e obter uma visão completa de 360º; 
  • Mapear o talhão com informações sobre potencial de colheita/plantio, área, histórico de safras e culturas; 
  • Utilizar uma aplicação móvel. 

Com essas funcionalidades, o agrônomo pode realmente obter vantagens e benefícios no dia a dia, aumentando a produtividade e a quantidade de informações disponíveis, incentivando o uso da ferramenta – pois sabemos que isso pode ser uma barreira para o agrônomo “analógico”. Além disso, sua empresa começará a ter acesso a informações relevantes e úteis para decisões estratégicas. 

Espero que esse artigo tenha esclarecido um pouco da relevância dessa tecnologia “Da porteira para dentro”. 

Gostou? 
Para saber mais, entre em contato conosco e agende um bate-papo!” 
Victor Iaremchuc