Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Plusoft

16/11/2021 | Plusoft

Como usar o poder da inteligência emocional no marketing

LinkedInFacebookTwitterEmail

Quando falamos em “inteligência”, o que vem à mente da maioria das pessoas é ou a capacidade de resolver problemas de lógica complexos ou de memorizar grandes quantidades de informação. Porém, ela pode se apresentar de várias maneiras, como no controle do corpo, habilidade de comunicação, ou na inteligência emocional.

Basta observar suas próprias experiências para entender o poder da inteligência emocional no dia a dia. E boa parte dessa habilidade pode ser aplicada também na elaboração de estratégias e campanhas de marketing. Na verdade, esse é um componente indispensável para este segmento, tanto quanto o entendimento de métricas e uso da tecnologia.

Para esclarecer melhor o tema, vamos explicar o que é a inteligência emocional e mostrar como ela pode ser usada para aprimorar seu trabalho de marketing. Acompanhe!

O que é inteligência emocional?

Mesmo sem saber o significado, o nome já dá uma ideia do poder da inteligência emocional. Na prática, ela representa a capacidade de um indivíduo de compreender as próprias emoções, assim como os sentimentos das pessoas ao seu redor.

Alta inteligência emocional pode se manifestar como um entendimento claro das emoções do outro, maior sensibilidade e também um nível maior de compreensão de si mesmo.

Dentro do contexto das empresas e do marketing, essa inteligência se manifesta principalmente na capacidade de ler o estado emocional de um cliente, reconhecer suas dores e discernir se é ou não a melhor hora de fazer uma oferta. O mesmo se aplica ao lidar com grandes grupos, como é o caso da maioria das campanhas.

Como usar o poder da inteligência emocional em suas campanhas de marketing?

Assim como os outros tipos de inteligência, a emocional também pode ser treinada e aprimorada com o tempo. Isso significa que você pode torná-la parte da sua cultura empresarial.

Veja aqui algumas formas de aplicar a inteligência emocional em seu trabalho de marketing:

1.     Exercitar a empatia

Ser empático é uma das principais características de quem possui alta inteligência emocional, além de ser uma habilidade importante para o trabalho em marketing. Afinal, o sucesso de várias campanhas e estratégias depende de entender os sentimentos e comportamento do público, depois usar esse conhecimento para proporcionar o melhor serviço.

Isso também vale para os processos internos. Uma equipe mais empática tende a trabalhar melhor em conjunto, reduzindo o número de atritos. Isso resulta em maior produtividade e eficiência a longo prazo.

2.     Promover o autoconhecimento

Outro exemplo do poder da inteligência emocional está no autoconhecimento. Em muitos casos, as pessoas tomam atitudes com base em sentimentos que não conseguem identificar, o que também dificulta a resolução de alguns conflitos.

Se os membros de uma equipe estão mais preparados para identificar suas próprias emoções, eles também podem tomar atitudes para regulá-las. Por exemplo, é mais fácil expressar algum descontentamento de forma clara quando você entende sua causa, o que facilita também a correção do problema em si.

3.     Estar aberto para mudanças

A flexibilidade é uma característica muito requisitada em qualquer negócio. O principal motivo para isso é que a demanda do público também tende a mudar com muita frequência, obrigando as empresas a se adaptarem em tempo real para se manterem relevantes no mercado. Porém, há muitos profissionais que têm dificuldades para lidar com esse tipo de mudança.

O poder da inteligência emocional também envolve ter a mente aberta para essas mudanças. Um time mais flexível tem mais facilidade para acompanhar as demandas do público, o que contribui com seu crescimento a longo prazo.

4.     Desenvolver relacionamentos sólidos

A maioria das estratégias de marketing tem o objetivo de criar relações mais próximas com o público. Isso porque, a longo prazo, a fidelização e a confiança são muito mais úteis e rentáveis do que ter que conquistar um novo cliente a cada dia.

Atendentes e profissionais com boa inteligência emocional sabem como agir para poder nutrir um melhor relacionamento com o público. Como resultado, isso leva a campanhas de marketing e remarketing mais bem sucedidas.

5.     Resolução de conflitos de forma racional

Seja no atendimento ao cliente ou internamente na empresa, não é incomum que haja alguns conflitos e desentendimentos. Afinal, todos são seres humanos com opiniões, experiências e perspectivas diferentes. O que mais importa é como todos reagem a esses conflitos e como eles impactam os relacionamentos na empresa.

Ter boa inteligência emocional também significa não transformar discussões em acusações. Se há uma discordância, ela deve ser resolvida de forma racional, estabelecendo qual é o problema e o que cada um pode fazer para solucioná-lo de forma pacífica. Algo especialmente importante ao lidar com clientes.

6.     Trabalhar a escuta ativa

Todos já passaram por uma situação em que estavam falando, mas notaram que a outra pessoa não estava realmente prestando atenção. A informação passa, mas não é processada. Esse é o tipo de coisa que você não deve fazer com seus clientes, pois quebra a confiança dele em você.

A escuta ativa é uma prática cada vez mais comum para evitar isso. Ela consiste em escutar de forma atenta, processando as palavras de forma crítica o feedback do cliente e elaborando uma resposta que faça sentido para a situação. Esse poder da inteligência emocional contribui bastante com o relacionamento entre marca e público.

7.     Criar experiências mais positivas para o público

Hoje em dia, não é apenas a qualidade de um produto ou serviço que determina seu sucesso de mercado, mas também a experiência de compra que ele oferece. Isso inclui diversos pontos, como entender o benefício gerado pelo produto, a qualidade do atendimento, entre outras coisas.

A inteligência emocional ajuda bastante na hora de promover essa experiência, pois ajuda a reconhecer quais ações e características mais contribuem com a promoção desses resultados. É uma questão de entender o público e saber interpretar suas respostas corretamente.

Em qualquer negócio, a satisfação do público começa com uma equipe bem preparada para estabelecer o primeiro contato. E o poder da inteligência emocional no marketing é justamente fazer com que essa primeira impressão seja a mais positiva possível.

Este artigo te ajudou a entender o papel da inteligência emocional no marketing? Então compartilhe-o em suas redes sociais e mostre a mais pessoas o valor que ela possui!


pt_BR