Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Plusoft

02/12/2021 | Plusoft

CRM, DMP ou CDP? Entenda qual é o melhor para sua empresa

LinkedInFacebookTwitterEmail

A coleta e análise de dados são fundamentais para que uma empresa crie estratégias de ações de venda, marketing e comunicação. Nesse sentido, inúmeras ferramentas, como sistemas e plataformas, surgem para auxiliar nesse processo de gerenciamento de informações.

Sistemas como CRM, DMP e CDP cumprem essa função, com particularidades e benefícios distintos, podendo ser utilizados e escolhidos de acordo com as necessidades e realidades de cada empreendimento.

Este post falará sobre esses sistemas de gestão de dados, explicando suas principais características e apontando as diferenças entre cada um deles, para que você possa escolher o que mais trará benefícios ao seu negócio. Continue a leitura e confira!

O que é CRM?

O CRM (Customer Relationship Management) é um sistema de gestão de relacionamento cujo objetivo principal é a prospecção de novos clientes e retenção dos que já foram conquistados pela organização. Para tanto, o CRM vale-se de diversos instrumentos de comunicação e marketing, como e-mails, mensagens por aplicativos e campanhas segmentadas, entre outros.

O CRM visa ofertar ao cliente uma boa experiência, capaz de influenciar o sucesso das vendas. As equipes utilizam a platafoma para trocar informações e dados com o time de vendas, qualificando e nutrindo os potenciais clientes (leads) das empresas. É, nesse sentido, a construção e nutrição de um relacionamento com o público.

Por fim, esse sistema permite a criação de estratégias por etapas que compreendem desde a captação dos leads até o pós-venda. Promove também a integração entre as equipes, além de possibilitar o registro das interações da empresa com os seus consumidores.

O que é DMP?

O DMP (Data Management Platform), é uma plataforma de gerenciamento de dados que visa unificar várias informações que partem de diferentes fontes, organizando-as e apresentando-as de maneira pragmática e sistematizada.

Sabemos que a coleta de dados de uma empresa é gerada por diversos departamentos e inúmeros canais de comunicação com o cliente, como sites, aplicativos e informações coletadas pelo CRM. Classificar esses dados para a criação de estratégias integradas e segmentadas se torna uma tarefa fundamental.

No contexto prático, esse sistema é utilizado, sobretudo, na compra de mídia programática para segmentar o público que definirão a audiência dos anúncios na internet. Além disso, fornece expansão de perspectiva à empresa, pois permite que ela conheça melhor o comportamento dos seus consumidores.

O que é CDP?

O CDP (Customer Data Platform) é bastante parecido com o DMP, no que se refere ao gerenciamento de dados dos clientes, uma vez que também reúne as informações em um só lugar e depois de ter coletado por diversas fontes, tanto provenientes da empresa, como sites, blogs e aplicativos, ou por fontes externas, como redes sociais, entre outras. Contudo, possui algumas características que o difere dos demais sistemas.

Um atributo que é próprio de um CDP é a possibilidade de vincular os dados colhidos a clientes individuais, instituindo um perfil singular do cliente, que terá nome e sobrenome. Assim, torna-se possível criar ações personalizadas para suprir as expectativas de clientes específicos, sem agrupamentos.

Principais diferenças entre os sistemas

Por existirem diversas ferramentas de análise de dados no mercado, muitos gestores ficam em dúvida sobre qual conseguiria suprir as necessidades da organização. Entre os sistemas mencionados neste artigo, existem diferenças entre eles que, muitas vezes, são complementares.

Nesse contexto, enquanto o CDP utiliza informações de clientes reais para compreender o perfil do público, o DMP colhe dados de terceiros, armazenados temporariamente para segmentar esse público e, a partir disso, a empresa pode direcionar determinadas ações a esse nicho, criando uma audiência.

O CRM, por sua vez, agrega dados coletados nos contatos com a empresa. Ele é, portanto, mais voltado para o relacionamento com os clientes para proporcionar melhores experiências.

Assim, cada um possui uma função distinta que pode, ou não, se completar.

Os principais benefícios do CRM para sua empresa

Até aqui, ficou evidente a importância de cada uma das ferramentas citadas para as empresas no tocante ao gerenciamento de dados com vistas a melhorar tanto a experiência dos clientes, quanto os resultados da organização. A seguir, destacaremos as principais vantagens do CRM para a sua empresa. Veja!

CRM ajuda a melhorar o relacionamento com os clientes ativos

Manter um bom relacionamento com um cliente já conquistado é tão importante quanto prospectar novos. Isso fortalece a imagem da sua empresa frente a um mercado cada vez mais competitivo. Por visar uma melhor satisfação do cliente, o CRM configura-se uma ferramenta fundamental para o sucesso do seu negócio.

Nesse sentido, a estratégia adotada por esse sistema permite que todas as negociações que envolvem comercialização e venda dos serviços ou produtos, seja feita de modo pragmático e padronizado. O que irá fortalecer a gestão estratégica de vendas da sua organização.

Por possibilitar melhor entendimento sobre os problemas dos clientes, a experiência deles tende a ser mais satisfatória, o que poderá resultar em sua fidelidade. O CRM permite o registro de feedbacks que poderão orientar novos planos de ação e modificação de estratégias pouco eficazes.

CRM aumenta o ticket médio dos clientes

O CRM possibilita a verificação do histórico de vendas, inclusive o ticket médio (média de gastos nos pedidos que indica aumento de vendas). Essas informações coletadas podem ser utilizadas para aprimorar as negociações e potencializar vendas.

Na prática, aconteceria da seguinte maneira: antes de abordar um cliente, o colaborador pode verificar quais os itens mais consumidos por ele e, assim, poderá oferecer artigos similares o complementares.

CRM oferece mais poder gerencial ao líder de vendas

O CRM permite a realização de análise de produtividade e vendas, entre outros indicadores referentes ao desempenho de cada colaborador. Isso poderá ser feito de maneira simples, pois o sistema permite a produção de relatórios.

A consequência disso é um maior poder de decisão e planejamento operacional, estabelecimento de metas e integração de toda a equipe em prol dos objetivos traçados pelo líder, uma vez que o CRM oferece uma perspectiva mais ampla da área em que ele atua.

Assim, os sistemas de gestão de dados são essenciais para o alcance de resultados dentro de uma organização. Além de melhorar a relação com o cliente e prospectar novos, pois as informações coletadas são utilizadas para aprimorar sua experiência, tornando-o fiel a sua marca.

Nesse contexto, a Plusoft pode ajudar você a implementar o sistema de CRM, uma vez que é especialista no gerenciamento e na otimização das formas de relacionamento entre clientes e empresa. Assim, utiliza tecnologia, processos e pessoas orientadas às necessidades do seu público.

Gostou do nosso artigo? Se o conteúdo foi útil, por favor, entre em contato, pois podemos ajudar você!


pt_BR