Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Plusoft

23/09/2021 | Plusoft

Como obter fluência digital em 6 passos

LinkedInFacebookTwitterEmail

Você é fluente em inglês? Em espanhol? Em francês? E fluente digital?

Assim como praticamos nossa habilidade em outros idiomas, a era digital trouxe outra necessidade: a fluência digital. Para chegar a esse patamar, é preciso ir além de apenas saber usar o computador, aplicativos no celular ou alguns softwares. É necessário saber como e para que servem as novas tecnologias e suas ferramentas.

Vamos além: não é só entender o que é a tecnologia, mas como ela pode trazer vantagens para o seu cliente final e como entender o mercado digital auxilia no desenvolvimento de estratégias certeiras para conquistar e fidelizar os clientes. Lembre-se de que, ao transformar a experiência do consumidor, você trará ele mais para perto. 

E qual é a melhor forma para desenvolver essa fluência digital? Como tudo na vida, precisamos elencar ações, buscar o aprimoramento e ir, passo a passo, elevando nosso conhecimento.

É sobre isso que falará este artigo. Acompanhe!

Explicando a fluência digital

A fluência digital surge como uma necessidade do usuário da Internet, a partir da Web 2.0 (meados dos anos 2000), na qual o internauta não é apenas um mero consumidor de informações. A banda larga possibilitou que as pessoas gerassem conteúdos para Internet e conseguissem ganhar dinheiro com isso,

Nesse sentido, a fluência digital é caracterizada como o entendimento do uso das ferramentas digitais, como elas funcionam e qual o impacto delas nas organizações. Desde que se tornou realidade o uso de software para facilitar tarefas, esse cenário merece atenção dos empreendedores.

Isso porque o mundo tecnológico está em constante transformação, exigindo das empresas estudo constante para adequar melhor suas estratégias. Desenvolver fluência digital ajuda as empresas a entender a transformação digital e criar ações que tornem sua marca mais competitiva.

A importância da fluência digital

Como já foi explicitado, a fluência digital vai além de compreender as tecnologias. É necessário entender as implicações do seu uso e das suas transformações, para fazer o melhor aproveitamento de suas ferramentas e construir melhores estratégias de negócio.

As ferramentas digitais são fundamentais na otimização dos processos, pois agilizam tarefas e promovem a automatização das atividades da organização. O uso correto desses recursos aumenta a produtividade, aspecto essencial para qualquer negócio.

Essa fluência pode ser adquirida, desenvolvida ou melhorada continuamente. E, em um mundo permeado pelas mídias e tecnologias digitais, dominá-las tornou-se uma das principais competências da atualidade.

Setores que podem ser beneficiados

Como já foi citado, a tecnologia está presente em diversos setores de mercado e ela pode ser amplamente usada em processos e atividades empresariais, acelerando os negócios. Contudo, vamos citar alguns exemplos que ilustrarão a sua importância em setores específicos.

Na educação, por exemplo, com o crescimento do ensino a distância, principalmente nos últimos meses, dominar os aparatos de comunicação com o aluno, além dos canais destinados a suporte e feedback, torna-se essencial

Por sua vez, a área de gestão de operação (responsável pelo planejamento das decisões e dos processos de uma empresa), necessitará, para um planejamento eficiente e para um efetivo contato com o gestor, de uma fluência digital capaz de suprir tais demandas.

Identificando essa habilidade

Como as novas tecnologias de informação e comunicação estão inseridas de maneira incisiva no nosso cotidiano, podemos afirmar que a maioria de nós tem, em maior ou menor medida, uma certa fluência digital, por estamos em frequente contato com essas ferramentas.

Nesse contexto, muitas empresas têm adotado medidas para desenvolver uma cultura interna que promova a fluência digital, devido à constante evolução presente nesse meio.

Para você saber qual o seu nível de fluência, é necessário responder a algumas perguntas. Como as seguintes:

  • Estou à vontade com as tecnologias que necessito para executar meu trabalho?
  • Consigo me comunicar de maneira efetiva com os aplicativos de presença remota?
  • Sou capaz de fazer pesquisas na Internet que consigam enriquecer meu trabalho?
  • Tenho competência para interpretar e acessar dados com o intuito de usuá-los para produzir conteúdos estratégicos?
  • Tenho segurança para navegar na Internet sem ser atacado por ameaças que comprometam a segurança da informação?

Essas e outras perguntas podem esclarecer o nível de sua habilidade. É valioso pontuar que não existe um padrão de excelência: cada um desses aspectos pode mensurado e pensado conforme a demanda do ambiente no qual você atua e as ferramentas usadas no cotidiano da sua organização.

Dicas para que os gestores adquiram fluência digital

1. Enxergue além

Um CEO ou executivo de alto escalão que não enxerga, que não analisa fatos e não confere de perto as transformações no mercado e dentro da própria empresa, ficará alguns passos atrás da fluência digital. Veja, converse, pesquise o seu mercado no país e no estrangeiro, troque ideias com outros profissionais, saiba o que tem acontecido para tantas transformações.

É importante pontuar que o uso das tecnologias demandam, muitas vezes, ideias visionárias, capazes de modificar uma realidade, da organização ou no modo como o cliente se relaciona com sua marca, por exemplo.

Além de todos os outros benefícios já mencionados, como otimização de processos e, consequentemente, aumento de produtividade.

2. Pesquise sobre o assunto

Saber o nome do software que executa alguma das ações mais importantes da sua empresa não é saber de tecnologia. Seja curioso, o que faz essa ferramenta ter essa habilidade?

Quem trabalha com ela geralmente tem quais conhecimentos? O que ela poderia fazer mais pelo seu negócio? É bom conhecer a fundo a tecnologia que você mais usa, para detectar as possibilidades de atuação.

Sabemos que a prática, com ausência ou deficiência de teoria, limita o conhecimento. Ambos devem caminhar juntos, com vistas ao domínio máximo do assunto, para o melhor aproveitamento da ferramenta, que sempre se modifica e, portanto, demanda estudo permanente.

3. Faça cursos

As crianças de hoje já nascem e se desenvolvem no mundo digital, o que não é o nosso caso. Para um CEO ou um executivo de grande experiência ter um ótimo domínio digital e entender para que servem as mil e uma ferramentas atuais, é preciso sim fazer alguns cursos. Requalificação é a palavra e a prática é outra muito importante.

Quais cursos fazer? Alguns muito bons, de MBAs a ensinos de habilidades específicas. O fundamental é escolher um curso que tenha foco em digital e novas tecnologias aplicadas ao seu tipo de negócio.

É válido salientar que, ao escolher se aprofundar em um determinado assunto, é preciso que esse conhecimento tenha aplicabilidade prática na sua empresa e esteja relacionado ao trabalho que você desenvolve. Isso ajudará você a filtrar melhor suas escolhas, focando na melhoria dos resultados da organização.

4. Aprenda sobre inteligência artificial

Em um mundo marcado pelo avanço das novas tecnologias, já é comum, por exemplo, a substituição da mão de obra humana pela inteligência artificial e a automação dos processos que antes eram desenvolvidos por pessoas. Ou seja, o que antes parecia enredo de filme de ficção científica, hoje faz parte da nossa realidade.

Assim, ter um certo domínio nesse assunto, entender de data analytics, suas aplicações, machine learning, projeções e tendências com o uso do big data, faz parte da trajetória rumo à fluência digital.

Lado a lado com isso está a transformação digital dentro da empresa, como ela é colocada em prática? Se você não sabe o que é transformação digital, vale a pena conferir o que isso quer dizer e conferir de que forma a sua empresa está inserida nessa realidade (uso de um bom CRM, de IA, de estratégias de Customer Experience).

5. Melhore suas habilidades

Existem algumas habilidades que um líder precisa ter em tempos de fluência digital:

  • proatividade: seja proativo, ponha a mão na massa, entre no jogo das equipes;
  • comunicação: sabe expressar-se é o futuro, aliás, sempre foi. Agora, está mais evidente. Não há capacitação sem a habilidade de se comunicar, trocar experiências e amadurecer ideias em conjunto;
  • capacite-se: faça um curso de tecnologia ou, ao menos, com foco em estratégias digitais;
  • crie: exercite a arte de criar. Crie, use seus conhecimentos em mercado, atendimento ao cliente, estratégias, tecnologia, experiências de vida no dia a dia. Tudo isso consegue desenvolver uma estratégia que você nem imagina.

6. Aprenda a interpretar dados

O domínio da interpretação de dados é uma das práticas mais importantes para basear a tomada de decisão dentro das organizações. Isso porque não se limita a fazer apenas uma leitura dos dados, mas sobretudo, ajuda o gestor a ter uma visão mais aprofundada sobre o desempenho da empresa, seja internamente, seja diante do mercado.

Nesse sentido, a análise de dados consiste em um trabalho sobre os dados que a empresa coleta das principais fontes. Ou seja, a empresa geralmente tem uma grande quantidade de informações desestruturadas (e-mails, documentos, ferramentas de automação, planilhas etc.), mas com dados extremamente importantes para o negócio.

Ao serem compilada, essas informações podem ser analisadas, oferecendo à empresa uma perspectiva mais profunda sobre as diversas áreas que a engloba e os seus resultados. Assim, a partir disso, será possível tomar as decisões de maneira mais coerente com os objetivos do planejamento estratégico.

Nesse sentido, a Plusoft (uma das maiores empresas de Human Experience) pode ajudar você!

Ela é especialista na fabricação de software omnichannel focado no Customer Relationship Management (CRM), que realiza a convergência de canais com o cliente, com o intuito de entendê-lo e melhorar a relação da empresa com ele. Com o uso dessa plataforma, as chances de que o relacionamento com o cliente seja satisfatório aumentam de forma significativa.

É necessário que o administrador saiba da importância pela busca da fluência digital, acompanhando a transformação típica das novas tecnologias, ficando atento ao seu impacto na empresa e nas suas próprias funções dentro do trabalho. Pois, a fluência digital pode mudar os rumos de uma organização, quando oferece a ela novos pontos de vista sobre seu desempenho.

Gostou do nosso artigo? Ficou interessado em como aplicar esses conhecimentos no seu negócio? Então entre em contato com a gente, pois podemos ajudar você!


pt_BR